Seu portal de empregos e carreira
em Logística, Transportes e Supply Chain
JobLog no LinkedIn
JobLog no Instagram
Menu

Foco na formação



Conhecer as diferentes áreas de atuação de um profissional logístico contribui para uma graduação direcionada à prática do segmento
 
Há anos o cenário logístico brasileiro está em constante evolução. A busca pelas mais diversas tecnologias sistêmicas, a aplicação de equipamentos cada vez mais eficientes e a qualificação e a especialização dos processos deixaram de ser aspectos que caracterizam as companhias como vanguardistas para se tornarem iniciativas obrigatórias para qualquer organização que deseja se manter viva e competitiva no mercado.
 
Para acompanhar essa realidade, uma parte fundamental, que coloca em prática de fato a operação e todo o plano estratégico, também deve se manter atenta às novidades e mudanças no setor: as pessoas. Sim, os profissionais que atuam na cadeia logística hoje – desde aquele que faz a mais básica das tarefas até aquele que tomas as decisões, ou mesmo quem ainda deseja ingressar na carreira – necessariamente precisam evoluir.
 
E buscar uma qualificação, com uma formação acadêmica sólida, pode ser tanto o pontapé para uma guinada na carreira de quem já figura no mercado quanto um diferencial para quem ainda tenta se colocar nele.
 
Antes de tudo, porém, são diversos os pontos que precisam ser avaliados no momento de escolher um curso e uma instituição de ensino. Além disso, é fundamental conhecer as atividades existentes a fim de direcionar da melhor maneira possível os estudos, facilitando a assimilação do conteúdo.
 
Áreas de atuação
 
Segundo o professor engenheiro da Universidade Presbiteriana Mackenzie e presidente do Conselho de Logística Reversa do Brasil (CLRB), Paulo Roberto Leite, o ensino da logística no Brasil, e consequentemente a atuação do profissional, pode ser divido em dois segmentos que abordam a logística sob óticas diferentes. 
 
A primeira é a logística empresarial, que pode ser entendida como a área que planeja, opera e controla os fluxos de produtos e materiais de uma organização industrial, comercial ou de serviços, ao longo das cadeias de suprimentos, servindo-se de empresas especializadas na prestação de serviços logísticos. 
 
Trata-se de uma posição estratégica para as empresas, uma vez que cumpre atividades importantes de planejar a rede de suprimentos e de distribuição de forma a garantir a disponibilização dos produtos corretos no local adequado, na quantidade, data e no custo certos. E para cumprir com seus objetivos a logística empresarial se utiliza das condições de infraestrutura existentes nas regiões de suas atividades.
 
Nesse ponto entra a segunda ótica, a logística de infraestrutura, especialidade que trata prioritariamente das condições de infraestrutura de uma região ou país, planejando e edificando as condições de transporte dos diferentes modais. 
 
Segundo Leite, existem oportunidade em ambos os setores. “Aconselho aos interessados em atuar nesse segmento a entender que a logística não é somente transporte e armazenagem, mas tem uma função estratégica nas empresas. Aquelas que já têm essa percepção devem usá-la de forma a ganhar competitividade, destacando-se no mercado”, afirma.
 
O professor de graduação e pós-graduação do Mackenzie, Márcio Dias, reforça o que Leite diz. “A logística é um dos pilares de sustentação das estratégias empresariais e o profissional dessa área tem que trabalhar em perfeita integração com marketing, vendas, produção, finanças e com fornecedores e clientes, tendo familiaridade com tecnologia de informação”, define.
 
Já Roberto Ramos de Morais, professor da Faculdade de Tecnologia de São Paulo (Fatec) que leciona nos campus Zona Leste e Carapicuíba, salienta que é aconselhável saber qual a área de trabalho do mercado logístico está em expansão. 
 
Isso porque o profissional precisa ter uma visão abrangente, independente de onde vai atuar, já que todas as atividades logísticas estão interligadas. “O importante é ter o domínio dos conceitos, ter a visão holística dos processos, entender logística como uma área estratégica, portanto pensar ações de médio e longo prazos, calcadas em sólidos estudos e no uso de ferramentas de otimização”, diz.
 
De acordo com o coordenador do curso técnico de Logística do Senac EAD, Giancarlo Giacomelli, as formações em logística, independente da ótica, contemplam todos os modais. Por isso, segundo ele, é importante que o interessado conheça a realidade da sua região e as oportunidades nas empresas e se especialize em determinada área.
 
Fatec: (11) 3322-2200
Mackenzie: (11) 2114-8000
Senac: (11) 5682-7441
Conheça a
Tecnologística
Rua Aureliano Guimarães, 172, cj.604 – 05727-160 – São Paulo/SP – Tel.: 11 5504-0999
©2019 JobLog. Todos os direitos reservados.